O que é DPS

o que e dps e para que serve

DPS é o herói invisível da sua rede elétrica, agindo como um guarda-costas que protege seus eletrônicos contra surtos. Ele evita danos elétricos causados por raios ou problemas na rede, sendo um super-herói na sua instalação elétrica, rápido em desviar surtos e manter seus aparelhos seguros.

Dispositivo de Proteção Contra Surtos

Ninguém quer perder geladeira, TV ou notebook por surtos elétricos. O DPS fica ali, pronto para proteger todos os aparelhos conectados, sendo um escudo rápido contra imprevistos elétricos, um guardião que mantém a ordem na sua rede.

Na tempestade, o dispositivo percebe o perigo, absorve o impacto do surto e salva seus eletrônicos. Ele é o guarda-costas invisível da sua casa, um verdadeiro herói contra surtos que tentam estragar a festa. Não usa capa, mas é o segurança tecnológico que todo lar merece!

Vamos desbravar o universo dos DPS, conhecidos como Dispositivos de Proteção contra Surtos, e entender as classes 1, 2 e 3. É tipo um guia para não se perder no mundo dos heróis elétricos que protegem nossos equipamentos.

O que é DPS Classe 1

O classe 1 é o grandão, o Thor da proteção elétrica. Ele encara surtos diretos causados por raios, é o deus do trovão na nossa instalação. Se rolar uma tempestade braba, é o Classe 1 que entra em cena, absorvendo o impacto e garantindo que a corrente elétrica não cause estragos. Consulte os catalogos da ABNT

O que é DPS Classe 2

A Classe 2 é o Homem de Ferro, um cara mais na terra, mas não menos poderoso. Ele encara surtos causados por manobras na rede elétrica, como aqueles picos que acontecem quando a luz pisca. É o protetor do dia a dia, mantendo a estabilidade mesmo quando a rede dá uma pirada.

O que é DPS Classe 3

O Classe 3 é o Homem-Aranha, ágil e pronto para dar aquela ajuda nos detalhes. Ele lida com surtos mais sutis, como os que acontecem dentro dos aparelhos. Se algo der uma pane interna, o Classe 3 está lá para salvar o dia e garantir que seu equipamento não vire sucata.

Agora, imagina o seguinte cenário: você tá em casa, cai um raio, a luz pisca, mas seus aparelhos continuam firmes e fortes. Aí entra o time completo, o DPS Classe 1, 2 e 3 trabalhando em conjunto para proteger sua rede elétrica de todos os ângulos.

Então, meu chapa, lembra desse esquadrão quando pensar em proteção elétrica. O DPS é tipo uma Liga da Justiça contra os vilões elétricos, garantindo que seus eletrônicos estejam sempre do lado certo da batalha. Seja contra raios, quedas de luz ou problemas internos, tem sempre um herói elétrico pronto para salvar o dia.

Filtro de linha com DPS

é como um guarda-costas para seus eletrônicos, separando surtos elétricos indesejados. Funciona como um escudo, detectando e absorvendo picos de energia para proteger os dispositivos conectados. Imagine uma tempestade: o DPS entra em ação, evitando que um raio cause danos à sua TV e outros aparelhos. É um herói tecnológico, garantindo a paz na sua rede elétrica. Ao montar sua defesa elétrica, o filtro de linha com DPS é essencial para evitar surpresas desagradáveis.

DPS trifásico

Imagine uma indústria com máquinas operando em três fases. Um surto elétrico, seja causado por descargas atmosféricas ou flutuações na rede, pode danificar equipamentos cruciais. O DPS trifásico entra em cena, absorvendo e dissipando esses surtos, protegendo a operação e evitando prejuízos.

Em resumo, o DPS trifásico é o defensor robusto da estabilidade elétrica em ambientes industriais e comerciais, assegurando que a corrente elétrica flua suavemente e protegendo os dispositivos contra os altos e baixos inesperados da energia trifásica.

Como instalar DPS

Vamos lá, vou te dar um passo a passo básico para a ligação desse dispositivo nos  quadros elétricos:

Passo 1: Desligue a Energia – Desligue a energia elétrica antes de começar qualquer instalação para garantir segurança.

Passo 2: Identificação – Identifique o local adequado para o DPS no quadro elétrico. Ele geralmente é instalado na entrada da energia, próximo ao disjuntor principal.

Passo 3: Escolha do Dispositivo – Escolha o DPS adequado para a sua aplicação, considerando a tensão do sistema e as características específicas do local.

Passo 4: Conecte os Fios – Conecte os fios do DPS aos bornes correspondentes no quadro elétrico. Geralmente, o DPS possui terminais para conexão dos fios de fase, neutro e terra.

Passo 5: Conexão à Terra – Certifique-se de conectar o fio de terra do DPS ao sistema de aterramento do quadro elétrico.

Passo 6: Fixação – Fixe o DPS de maneira segura no quadro elétrico, utilizando parafusos ou suportes fornecidos pelo fabricante.

Passo 7: Verificação – Verifique novamente se todos os fios estão devidamente conectados e se o DPS está firmemente fixado.

Passo 8: Energize o Sistema – Após garantir que tudo está corretamente instalado, ligue novamente a energia elétrica.

Lembrando sempre de seguir as instruções do fabricante e, se não se sentir confortável com a instalação, é aconselhável buscar a assistência de um eletricista qualificado para garantir uma instalação segura e eficaz.

Características DPS 25kA DPS 40kA DPS 45kA
Capacidade de Descarga Máxima (kA) 25 40 45
Aplicações Comuns Residencial, Pequenos Comércios Comércios, Indústrias, Grandes Instalações Instalações Industriais de Grande Porte
Tensão de Operação Geralmente 220V/127V Pode Variar de 220V a 690V Geralmente 380V a 690V
Proteção Contra Surtos Atmosféricos Adequado para Raios de Baixa Intensidade Maior Proteção contra Raios e Surtos Intensos Alta Proteção contra Raios e Surtos de Elevada Intensidade
Sensibilidade Pode ser Mais Sensível Sensibilidade Média Menos Sensível, Atua em Surtos Mais Intensos
Indicações Comuns Residências, Escritórios Pequenos Edifícios Comerciais, Indústrias Indústrias com Equipamentos Sensíveis
Tecnologias Adicionais Pode Incluir Indicadores de Funcionamento Tecnologias Avançadas de Monitoramento Tecnologias Avançadas de Monitoramento e Compatibilidade Eletromagnética

Explicações:

  1. Capacidade de Descarga Máxima (kA): Indica a quantidade máxima de corrente que o DPS pode descarregar durante um surto elétrico. Quanto maior o valor, maior a capacidade de proteção.
  2. Aplicações Comuns: Define os ambientes ou instalações onde o DPS é mais indicado, baseado na sua capacidade de descarga.
  3. Tensão de Operação: Indica a faixa de tensão na qual o DPS é eficaz.
  4. Proteção Contra Surtos Atmosféricos: Descreve a eficácia na proteção contra surtos atmosféricos, especialmente raios.
  5. Sensibilidade: Refere-se à rapidez com que o DPS responde a um surto. Alguns DPS são mais sensíveis e reagem a surtos mais leves.
  6. Indicações Comuns: Sugestões de locais ou ambientes onde o dispositivo é frequentemente utilizado.
  7. Tecnologias Adicionais: Alguns DPS podem incluir recursos extras, como indicadores de funcionamento ou tecnologias avançadas de monitoramento para fornecer informações detalhadas sobre o estado do dispositivo.

É fundamental escolher o DPS adequado às características da instalação elétrica específica para garantir uma proteção eficaz contra surtos elétricos.

Como dimensionar DPS

Dimensionar um Dispositivo de Proteção contra Surtos é um processo crucial para garantir a eficácia da proteção elétrica em uma instalação. Aqui estão os passos fundamentais:

  1. Avalie a Tensão do Sistema: Determine a tensão do sistema elétrico no qual o DPS será instalado (por exemplo, 127V, 220V, 380V).
  2. Analise a Classificação de Corrente: Considere a classificação de corrente do sistema elétrico ele deve ser capaz de suportar a corrente máxima gerada durante um surto.
  3. Identifique as Áreas Críticas: Identifique as áreas críticas ou equipamentos sensíveis que requerem proteção. Locais com equipamentos eletrônicos sensíveis podem necessitar de DPS com características específicas.
  4. Considere a Sensibilidade: Escolha a sensibilidade de acordo com a aplicação. Em ambientes mais suscetíveis a surtos, como áreas com incidência frequente de raios, um DPS mais sensível pode ser preferível.
  5. Calcule a Capacidade de Descarga Máxima: Considere a capacidade de descarga máxima (expressa em kA) que o DPS deve ser capaz de suportar. Isso está relacionado à quantidade de energia dissipada durante um surto.
  6. Verifique as Características de Funcionamento: Avalie se o DPS possui características adicionais, como indicadores de status, alarmes ou dispositivos de desconexão automática.
  7. Consulte Normas e Recomendações: Certifique-se de que o DPS atende às normas e regulamentações locais de proteção contra surtos elétricos.
  8. Considere a Manutenção: Avalie a necessidade de manutenção do DPS. Alguns modelos requerem verificação periódica ou substituição após certo número de surtos.
  9. Consulte um Profissional: Em instalações mais complexas ou específicas, é aconselhável consultar um profissional eletricista ou engenheiro para garantir o dimensionamento correto.

Lembre-se de que a correta escolha e dimensionamento são fundamentais para uma proteção eficaz contra surtos elétricos. Um equipamento inadequado pode comprometer a segurança dos sistemas elétricos.